Torne-se um seguidor deste blog!

Se
você não pode visitar a APAE pessoalmente, visite pela internet: Não perca a oportunidade de conhecer esse belíssimo trabalho!

A pessoa com deficiência quebra a cultura da indiferença. Tenha coragem de ser diferente.


Títulos

Utilidade Pública Municipal – Lei 631 de 09/07/63

Utilidade Pública Estadual – Lei 3204 de 23/09/64

Utilidade Pública Federal–Portaria nº 68 de 19/08/05, pub. Diário Oficial da União 23/08/05

Registro no CNAS – R0169/2006 - 29/03/06

CEBAS: CCEAS 0273/2006 - 29/09/06

SEDESE: Registro 05436 de 26/06/05

Federação Nacional das Apaes: Nº 1933 de 19/05/05

CRM – 2.2-MG-6559-29

Isenção de Cota Patronal – a contar de janeiro/2007

Projetos

Projeto de Estimulação Precoce



O trabalho de estimulação precoce deve ser iniciado assim que o bebê nasce e lhe é diagnosticado alguma síndrome ou deficiência, desta forma quanto mais cedo iniciar a estimulação maior será o ganho nos resultados desejados.

Este trabalho de estimulação é realizado por profissionais especializados na área de fisioterapia, terapia ocupacional, fonoaudiologia, psicologia (com os pais) e assistente social que faz o acompanhamento mais diretivo com a família.

Trata-se de um programa de suma importância visto que podemos interferir no futuro de uma criança com deficiência, possibilitando que a mesma possa ter sua inclusão não só em escola comum, mas principalmente na sociedade com mais qualidade de vida.


Projeto de Oficinas Terapêuticas

É a oportunidade que a APAE oferece aos portadores de deficiência para continuarem desenvolvendo suas potencialidades, através do lazer nas oficinas de artesanato e aprendizagem do trabalho. Os alunos participam na confecção de papel reciclado, trabalho com biscuit, pintura em caixinhas e oficina de culinária.


Projeto "Mãe Enquanto Espera"



As mães participam na oficina de costura, dentro do Projeto: “Mãe Enquanto Espera” confeccionando colchas de retalho e bonecas de pano.

Os produtos resultantes das oficinas são vendidos com o objetivo de divulgar o trabalho da Instituição, valorizar a participação de alunos e mães sendo a renda utilizada para a compra de material necessário às oficinas.


Projeto de Informática

Projeto de inclusão dos alunos no mundo da informática, conhecendo e familiarizando-se com computadores e desenvolvendo suas potencialidades através de jogos educativos e atrativos.


Projeto Idéia Legal

"Oficina de Jogos e Brinquedos"




O Projeto Idéia Legal, idealizado pela fonoaudióloga Renata Gonçalves, resolveu doar um pouquinho do seu tempo e oferecer uma oficina, todas as terças-feiras, aos alunos da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) da Cidade de Conselheiro Lafaiete.

Nesta oficina as crianças e os adolescentes têm a oportunidade de confeccionar vários jogos e brinquedos a partir de materiais recicláveis. O objetivo principal é explorar a criatividade dos alunos, trabalhar habilidades e desenvolver o pensamento crítico em relação ao desperdício, além de contribuir com o estoque de brinquedos da entidade.


Programa de Autodefensoria

É um programa político-educacional que prepara as pessoas com deficiência para fazerem escolhas, gerenciarem suas vidas e defenderem seus direitos individuais e grupais, pois dignidade é qualidade integrante da condição humana devendo ser reconhecida e respeitada.


Programa Educacional de Colocação no Mercado de Trabalho

É o programa que em parceiria com o SENAC prepara portadores de deficiência para o mercado de trabalho, efetivando-se a sua real inclusão na sociedade, reconhecendo a sua dignidade, elevando a sua auto-estima e proporcionando-lhe melhor qualidade de vida.

Inclusão no mercado de trabalho


Projetos





Projeto de Estimulação Precoce


O trabalho de estimulação precoce deve ser iniciado assim que o bebê nasce e lhe é diagnosticado alguma síndrome ou deficiência, desta forma quanto mais cedo iniciar a estimulação maior será o ganho nos resultados desejados.



Este trabalho de estimulação é realizado por profissionais especializados na área de fisioterapia, terapia ocupacional, fonoaudiologia, psicologia (com os pais) e assistente social que faz o acompanhamento mais diretivo com a família.






Trata-se de um programa de suma

importância visto que podemos interferir no futuro de uma criança com deficiência, possibilitando que a mesma possa ter sua inclusão não só em escola comum, mas principalmente na sociedade com mais qualidade de vida.

Eventos

Semana do Excepcional


A semana do excepcional aconteceu na última semana de agosto. Nossas crianças tiveram muitas atividades, entre elas: atividade recreativa na escola, cinema, passeio ao sítio e até visitaram o zoológico de Belo Horizonte...

Agradecemos a colobaração de toda população e das empresas parceiras por proporcinar esse momento às nossas crianças. Elas merecem!!!

Parcerias

Os parceiros da Apae são como os anjos do céu: não os vemos, mas se fazem presentes. A eles nosso agradecimento silencioso, porém permanente.

São parceiros da Apae:

Secretaria do Estado da Educação

UNIMED

Prefeitura Municipal de Conselheiro Lafaiete

Prefeitura Municipal de Casa Grande


Prefeitura Municipal de Cristiano Otoni

Prefeitura Municipal de Queluzito

Provedor Via Real

Prefeitura Municipal de Caranaíba

Gerdau Açominas (Projeto APAE Bebê)

Lanchonete Vaquinha da Nevada
Sitio Estrada Real CHB/Hyundai

Profissionais da APAE - Conselheiro Lafaiete


A APAE hoje conta com 39 profissionais nas suas várias áreas:
  • 01 diretor de escola
  • 01 supervisor pedagógico
  • 11 professores
  • 01 assistente social
  • 01 psicopedagoga
  • 02 psicólogas
  • 03 fisioterapeutas
  • 03 fonoaudiólogos
  • 02 terapeutas ocupacionais
  • 01 professor de musicoterapia
  • 02 professores de oficina de artesanato
  • 03 serviços gerais
  • 01 supervisora
  • 02 operadoras de telemarketing
  • 01 assistente de telemarketing
  • 04 mensageiros
  • 01 motorista
  • 10 voluntários permanentes

Programas Educacionais

I. Educação Infantil

Estimulação Precoce – 0 a 3 anos
Educação Pré-escolar – 4 a 6 anos

II. Ensino Fundamental

Escolarização Inicial – 1° Ciclo – 7 a 14 anos
Educação de Jovens e Adultos (1°e 2° Ciclo) a partir de 14 anos

III. Programas Pedagógicos Específicos - para educandos acima de 14 anos com deficiência mental e/ou múltiplas com significativas alterações no processo de desenvolvimento, aprendizagem e adaptação social

Oficinas

Administração

Presidente
SIDMÉIA IVONE C. A. SOARES DE RESENDE

Vice-Presidente
REGINA CLARA BERNARDO


1ºDiretor Financeiro
MARIA SUELY CORREA SOUZA

2ºDiretor Financeiro
ANTÔNIO BATISTA FERREIRA PEREIRA

Diretor de Patrimônio
VERANILDA DA SILVA SEVERIANA

Diretor Fiscal
MARIA DE FÁTIMA ALBUQUERQUE

1ª Secretária
TERESA BRUNO VIEIRA

2ª Secretária
DEVANIR DE PAIVA MARCOS

Conselho Deliberativo
JOSÉ ODILON RODRIGUES PEREIRA
MARTA AVELINA DE SOUZA RIBEIRO
LIAMARA FONTES DA SILVA VERDOLIM

Conselho Fiscal
JULIMARA CRISTINA PASCAL DE SOUZA
JOSÉ GONÇALVES PEREIRA FILHO
MÁRCIA IMACULADA DE MIRANDA P. LEITE

Administração

Mensagem

"O mais belo momento de nossa vida é aquele em que colocamos o máximo de amor na realização do bem-estar do nosso próximo".

À D. Maria do Amor Divino nossa homenagem, nosso respeito e nosso muito obrigado pela lição legada de saber ajudar.

Diretoria, funcionários e voluntários da APAE - Conselheiro Lafaiete

Instalações

Estimulação Precoce






Berçário




Educação Infantil






Educação Infantil




Educação Infantil







Pré-Alfabetização


Alfabetização




Alfabetização





Diretoria da Escola



Brinquedoteca



Psicologia



Fonoaudiologia



Psicopedagogia












Missão

Promover e articular ações de defesa de direitos, prevenção, orientação, prestação de serviços, apoio à família, direcionados à melhoria da qualidade de vida da pessoa portadora de deficiência e à construção de uma sociedade justa e solidária.

Histórico da Entidade

Sensibilizados e preocupados com a assistência daqueles, que naquela época chamados de “excepcionais”, e que eram considerados inaptos para a escola hoje denominada como Ensino Regular, alguns idealizadores sonharam e fizeram acontecer. No dia quatro de fevereiro de 1962, reuniram-se às 13:00 horas, no Salão Paroquial anexo à Matriz de São Sebastião, as pessoas responsáveis pelos trabalhos preparatórios à fundação de uma Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais – APAE. Esta futura fundação viria proporcionar a qualquer pessoa portadora de deficiência física ou mental, meios capazes de torná-la apta ao convívio mais íntimo dentro da sociedade.

A idéia da criação tem como mãe e principal fundadora a professora D. Maria do Amor Divino Pereira, que deixou registrado na abertura do primeiro Livro de Atas o seguinte termo: “Essa ambicionada Instituição, que se pensa construir em Lafaiete, tem um sentido filantrópico, que prestará uma assistência completa através de aparelhagens próprias aos meninos excepcionais da cidade, que constituem um número bem elevado. A idéia de tamanha iniciativa floresceu de Bento Alexandre Vianna, Geraldo Augusto de Freitas, D. Maria do Amor Divino Pereira, que contam com o apoio e solidariedade dos amigos e demais componentes da diretoria, dispostos a levarem avante esse bem comum”.

O dia vinte e seis de março de 1962 efetivou-se a fundação da APAE de Conselheiro Lafaiete em uma Assembléia Geral em caráter extraordinário para aprovação do estatuto e Eleição dos membros diretores. Esta assembléia ocorreu às 20:00 horas na Sede Social do Lafaiete Sider Clube conforme consta no Livro de Atas.
Em 1980, com verbas viabilizadas, doações e recursos financeiros provenientes de eventos beneficentes em um terreno doado pela prefeitura, construiu-se o prédio, onde hoje funciona a APAE.

Infelizmente, com o falecimento da principal articuladora da APAE. D. Maria do Amor Divino Pereira e as grandes dificuldades financeiras que impossibilitaram arcar com os custos, em 1990 ocorreu o fechamento da APAE, que permaneceu desativada por doze anos.
Em março de 2002, apoiados pela Delegada da regional Centro I das APAEs, a Srª Regina Clara Bernardo, então secretária Municipal de Assistência Social e Srª Sidméia Ivone Costa Andrade Soares de Resende, diretora do CER (Centro Especializado de Reabilitação “D. Maria do Amor Divino), organizaram e compuseram uma diretoria buscando soerguer a APAE.

Com muita precariedade, porém vitoriosos, esses novos membros diretores reabriram a APAE de Conselheiro Lafaiete no dia primeiro de abril de 2002. Hoje, atendendo aproximadamente 160 portadores de necessidades especiais, reafirmamos o idealismo de D. Maria do Amor Divino, há ainda muitas pessoas dispostas a “levarem avante esse bem comum”.

Por acreditar nas possibilidades transformadoras da Educação, a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Conselheiro Lafaiete é mantenedora de uma escola, jurisdicionada a 8ª Superintendência Regional Ensino de Conselheiro Lafaiete.

LOJAPAE

LOJAPAE

Total de visualizações de página

Assitam

Loading...