Torne-se um seguidor deste blog!

Se
você não pode visitar a APAE pessoalmente, visite pela internet: Não perca a oportunidade de conhecer esse belíssimo trabalho!

A pessoa com deficiência quebra a cultura da indiferença. Tenha coragem de ser diferente.


Crianças Especiais: Anjinhos enviados por Deus!



"Quando era criança me disseram que no fim do arco-íris havia um pote de ouro. Pensei: - Nossa, vou ser 'dono' de um tesouro! Nos anos que sobravam da meninice, armado de um estilingue, tornei-me um intrépido caçador de arco-íris; mas, por mais que tentasse, não conseguia alcançá-los. Passou-se o tempo e fui tomado pela sensatez, característica que é erroneamente valorizada, pois que é na verdade pouco mais que mero matador de sonhos. Entretanto, havia algo que eu não sabia. Podemos não conseguir alcançar o arco-íris, mas, às vezes, por uma graça, ele vem até nós. Um dia, o arco-íris passou por minha casa. Trouxe consigo, brincando de 'escorregador', um anjo aprendiz, disfarçado de criança especial, um tesouro com o qual não sonhava. Essa criança-anjo povoou minha casa de sorrisos mágicos, capazes de curar dores da alma, e, desde então, eu e minha família temos vivido como disse um poeta (do qual não recordo):

A vida não é para ser contada pelo número de respirações, mas pelo número de vezes que perdemos o fôlego".





Crianças especiais são todas com algum tipo de deficiência física e/ou mental, tais como paralisia cerebral, distrofia muscular congênita, deficiência mental, síndrome de Down, autismo, síndrome do Usher, síndrome de Willians, esclerose tuberosa, deficiência auditiva e visual, epilepsia, etc. É, portanto, um termo muito genérico, pois abrange as mais diferentes síndromes infantis. São portadoras de necessidades especiais e, portanto, de cuidados, acompanhamento e atenção também especial.

Porém, a grande dificuldade -entre muitas outras- da criança especial é a sua inserção na sociedade, por conta ainda da ignorância e preconceito de muitos. Não é à toa que o grande físico Albert Einstein dizia: "É mais fácil quebrar o núcleo de um átomo do que os preconceitos humanos".


Texto de Osvaldo Shimoda






Caros amigos internauta
Postamos algumas fotos do XXIV Congresso Nacional das APAEs
continuem acompanhado o nosso blog





Ganhadores do Prêmio II Stanislau Krynsky - XXIV Congresso Nacional das Apaes

16.11.2011

E-mailEnviar ImprimirImprimir

Quatro dos prêmios foram destinados a Apaes de Minas Gerais. Veja abaixo a descrição dos prêmios:

Nome do trabalho: Eletromiografia na Equoterapia em Crianças com Paralisia Cerebral – Avaliação dos Tipos de Montaria

Área: Trabalhos Acadêmicos

Autores: Ana Paula Espindula, Mayara Simões, Iramaia S A Assis, Mariane Fernandes, Alex Abadio Ferreira, Mara Lúcia da Fonseca Ferraz, Patrícia Fonseca Ferraz, Isabela Cardoso cunha, Luciane Aparecida Pascussi Sande de Souza e Vicente de Paula Antunes Teixeira.

Apae: Uberaba - MG

Nome do trabalho: Banda de Lata

Área: Experiências Inovadoras

Autores: Maria José Viana Fonsêca e José de Arimatéia Rodrigues.

Apae: Santa Rita - PB

Nome do trabalho: Escola Para Pais: experiência da APAE de João Pessoa

Área: Experiências Inovadoras

Autores: Larissa Vitorino de Souza, Alinne Beserra de Lucena Marcolino, Cacilda Virgínia Barreto dos Santos, Maria das Graças de Mélo Montenegro e Suely Veloso Gouveia Leite.

Apae: João Pessoa - PB

Nome do trabalho: Análise de Risco Sobre Desenvolvimento Humano Realizado em Creche no Município de Itaúna.

Área: Trabalho Acadêmico

Autores: Érica Nunes Silva, Natália Vilela de Faria e Profissionais do Serviço de Estimulação Precoce.

Apae: Itaúna - MG

Nome do trabalho: Projeto Verde Perto do Luxo ao lixo

Área: Projetos e Ações

Autores: Selma Lucia da Silveira Pereira e Daniel Augusto Fonseca.

Apae: Conselheiro Lafaiete - MG

Nome do trabalho: Atuação conjunta APAE/ Secretaria Municipal de Saúde/ Universidade de Itaúna

Área: Projetos e Ações

Autores: Sônia Antunes Pereira Santiago dos Santos e Profissionais do serviço de Estimulação Precoce.

Apae: Itaúna - MG


Fonte: Federação das Apaes do Estado de Minas Gerais

O Projeto Verde Perto Recebe o Prêmio STANILSLAU KRYNSKY no Congresso Nacional das APAES

Todos somos responsáveis pela integridade ambiental, por isso devemos incluir os alunos especiais como atores responsáveis no enfrentamento dos desafios ambientais(Leonardo da Silveira Rodrigues, Biólogo).


Diante de tal importância, a APAE (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais) de Conselheiro Lafaiete iniciou o presente trabalho, o Projeto Verde Perto: do Luxo ao Lixo que procura construir um processo de educação ambiental para pessoas com deficiência intelectual ou múltipla.

Baseado na metodologia Verde Perto de educação ambiental (Rodrigues, 2008; www.museudaamazonia.org.br) construída pela ONG Liga Ecológica Santa Matilde – Lesma – de Conselheiro Lafaiete, o Verde Perto: do Luxo ao Lixo foi adaptado ao público especial da APAE. Desenvolvido e executado na APAE/CL por Selma Lucia da Silveira Pereira o projeto apresenta como objetivo primordial incentivar o desenvolvimento das potencialidades dos alunos da APAE, fortalecendo sua consciência em relação ao ambiente, para que possam participar do enfrentamento aos desafios ambientais e adquirir novos conhecimentos para sua vivência.

O projeto, implantado em março de 2011, tem como público alvo alunos do turno da manhã que apresentam deficiência intelectual de espectro do leve ao moderado.

O tema do projeto foi: “A coisa, o luxo, o lixo e a casa”. Dentro desse norte, mostramos aos participantes as relações existentes entre as coisas, substâncias e objetos com o luxo e o lixo na nossa casa Terra trabalhando as transformações dos recursos naturais e sua associação com o desperdício.

O projeto foi construído a partir de 4 módulos de um mês, intercalando atividades teóricas, práticas e lúdicas. Cada módulo tratando um assunto específico dentro do macro tema escolhido.

Esse projeto considera que nós seres humanos não podemos concordar ou praticar a exclusão à pessoa com necessidades especiais. Infelizmente essa exclusão acontece rotineiramente.

Atualmente há propostas de inclusão das pessoas com necessidades especiais. É, porém um desafio, pois não constitui prioridade social. Devemos aprender juntos, respeitando as dificuldades e diferenças de cada um, valorizando a diversidade.

O público atendido teve suas potencialidades estimuladas por meio da educação ambiental, objetivando sua compreensão sobre a questão ambiental, ecológica e social, favorecendo a compreensão sócio-ambiental. Possibilitando a formação de cidadãos atuantes e responsáveis por sua relação com o meio ambiente.

Por meio da participação na questão ambiental, visamos a inclusão social, atingindo o duplo objetivo de promover educação ambiental e inclusão social no Verde Perto APAE.

Diante do presente trabalho recebemos o prêmio Stanilsau Kryrksy cujo reconhecimento se da a nível nacional.

Estivemos nos dias 6 a 9 de novembro em Belém do Para no Hangar Centro de Conveçoes e Feiras da Amazonia para recebermos a premiação.

É com humildade sabedoria que compartilhamos com os nossos queridos alunos, pais e colegas de trabalho a felicidade de recebermos tal premio.

Fica o nosso agradecimento especial a todos participantes do projeto.




Autores: Selma Lúcia da Silveira Pereira, geógrafa(1); Daniel Augusto Fonseca, terapeuta ocupacional(1); José Odilon Rodrigues Pereira, psicólogo(1,2); Leonardo da Silveira Rodrigues, biólogo(2).

Vinculação institucional: (1) APAE Conselheiro Lafaiete / MG; (2) Liga Ecológica Santa Matilde – LESMA.









PRÊMIO STANILSLAU KRYNSKY - CONGRESSO NACIONAL DAS APAES

O sucesso nasce do querer, da determinação e persistência em se chegar a um objetivo.

É com essa frase que iniciaremos ao longo da semana diversas materias sobre o XXIV Congresso Nacional das APAEs em Belém do Pará.

Estivemos presente com uma delegação de 14 funcionarios da APAE/CL onde apresentamos 9 projetos(modalidades oral,poster e videos).

É com hulmildade e sabedoria que compartilhamos com todos internautas que acompanham nosso blog o prêmio STANILSLAU KRYNSKY.

A APAE DE LAFAIETE juntamente com o PROJETO VERDE PERTO DO LUXO AO LIXO tornou-se referencia nacional, contribuindo desta forma para o direcionamento de novas ações a fim de favorecer a qualidade de vida de pessoas com deficiencia intelectual e multipla.

Fica o nosso agradecimento especial a todas as crianças,adolescentes e jovens assistidos em nossa APAE, afinal sem vocês nosso trabalho não teria sentido.

Agradecemos a Deus por nos alimentar na vontade de inovar,criar,adaptar nossas atividades para que elas sejam de fato significante na vida dos nos queridos alunos.

Agradecemos a instituiçao APAE/CL especialmente em nome da Sra. Sidmeia Rezende por acreditar em nossa capacidade profissional.

Agradeço a todos que direta ou indiretamente contribuiram para que esse sonho pudesse ser realizado!!!

VALEU!!!!!
Texto: Daniel A. Fonseca- Terapeuta Ocupacional




Solidariedade em foco!

À tarde do dia 27 de outubro ficará registrada no coração de todos os apaeanos de Conselheiro Lafaiete.

Recebemos a doação de diversos brinquedos pedagógicos e uma sela para montaria destinada ao setor de equoterapia.

Fica o nosso agradecimento especial ao Dr. Fred e a senhora Silvia pelos materiais doados.

Saibam que estes serão de grande valia no desenvolvimento biopsicosocial de nossos alunos.

São gestos e atitudes como estas, que enriquecem o nosso trabalho. E pessoas solidárias e humanas como vocês nos fazem acreditar que podemos construir um mundo melhor.

Ps:Então, vamos compartilhar essa bela estória com todos os internautas.

Tudo começou no dia 27 de agosto de 2010, em um passeio na cidade de Tiradentes com os alunos da APAE CL, em comemoração a Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla.

Após chegarmos em Tiradentes na “Maria Fumaça”, estávamos com os alunos pela cidade, foi quando um de nossos alunos nos solicitou um refrigerante. Como já se aproximava o horário do almoço já reservado e doado por um restaurante da cidade, pedimos ao aluno que esperasse um pouco mais e assim todos receberiam o refrigerante. Porém, um senhor que se encontrava ali perto ofereceu para comprar o refrigerante. O senhor Fred verificou o número de alunos e gentilmente comprou refrigerantes para todos.

Ficamos maravilhados com o gesto de nobreza e caridade, logo pedimos para que ele tirasse uma foto com todos nós. Ele emocionado, simplesmente abanou a cabeça, num gesto de negação e partiu...

Meses se passaram e, um dia, recebemos um telefonema do (agora que já sabemos) Médico Dr. Fred, residente no Rio de Janeiro, para nos saudar e perguntar como poderia nos ajudar. Esta ajuda a mais se concretizou. E foi com grande alegria e satisfação que recebemos a visita do Dr. Fred e Sra. Sílvia. A vocês o reconhecimento e carinho de todos nós apaeanos de Lafaiete. Tenham certeza de que fizeram a diferença. Obrigada




LOJAPAE

LOJAPAE

Total de visualizações de página

Assitam

Loading...